Sexta-feira, 16 de Abril de 2004

Durão versus Zapatero

Estes tipos não me dão descanso.
Ainda hoje criei o meu blog e já tenho de desancar nas bestas. Por este andar ainda tenho de passar a trabalhar em part-time: sempre poupo nos impostos.

Então não é que mal acordo escuto o Durão a tecer opiniões alarvemente críticas acerca das decisões do espanhol Zapatero!!!

Mas quem é este maoista reciclado para opinar acerca da política espanhola? Já sei que só os burros é que não mudam e o homem tinha todo o direito a mudar. Mas mudar para pior é mesmo de asno. Será que com a convivência está a ficar estúpido?

Será que acha que os políticos espanhóis não sabem o que fazem?
Os resultados estão à vista, basta comparar o poder de compra dos dois países e a evolução económica dos últimos anos para ver quem é que precisa de conselhos.

E por acaso o nosso(?) Durão consultou o patrão - sim, o Bush - para saber se existe algum acordo secreto com o Zapatero? Será que não trocaram o apoio no Iraque pela ajudinha no Afeganistão a troco de um contratozito de petróleo em qualquer lado, ou da abertura das americanas pernas à entrada de vinho do porto espanhol ( por exemplo )?

Oh homem, olha que se calhar o Bush ainda se zanga e nunca mais te deixa ficar na fotografia, nem de esguelha.

E se um dia, um político espanhol em estado etílico avançado, tecesse comentários acerca do ridículo da nossa participação no Iraque, não iria cair o Carmo, a Trindade e a Igreja da Sé?

Não viria o ministro do ataque ou aquela ministra despenteada dos dentes amarelos exigir um pedido de desculpas face a tão gravosa intromissão nos assuntos internos aqui do quintal?

E diz que com aquela decisão a Espanha não fica mais protegida do terrorismo do que aqui o quintalito. Como gosto que estes camelos não tenham razão, lanço daqui um apelo:

MUSTAFÁS DE TODO O MUNDO, RADICAIS BOMBISTAS, FUNDAMENTALISTAS COMICHOSOS, PELA VOSSA RICA SAÚDE NÃO PONHAM BOMBAS EM ESPANHA PORQUE O ZAPATERO TAMBÉM NÃO CONCORDA COM A MERDA QUE SE ESTÁ A FAZER NO IRAQUE.
P.S. Olhem que a gente também não tem culpa de ter um governo subserviente, vejam lá...

Eu acho que o Durão, de vez em quando, passa-se. Até ando desconfiado que o tipo, ao fim do dia, para esquecer a merda que quotidianamente faz e digerir os sapos que o PP o obriga a engolir, empiteira-se com carrascão ou manda umas ganzas para nem se lembrar de quem é e do que faz.
Só assim se justifica que, depois da sentença recente sobre a queda da ponte, indicando como responsável o excesso de chuva, venha dizer que o Estado português assumirá as suas responsabilidades perante as vítimas. Que podem ficar os familiares descansados e rebéu béu, pardais ao ninho e etc.
Estava bebado. Ou estava a gozar com os familiares.
Então se a culpa foi da chuva, qual é a responsabilidade do estado?
Se a culpa é da chuva, vão pedir indemnizações a quem a manda. Dos meus impostos não.

Mas se estava a falar a sério e sóbrio, o caso complica-se: ao proferir tão espantosa afirmação admite que o Estado tem responsabilidades que só ele conhece, absolutamente top secret.

As famílias que me desculpem porque respeito muito sinceramente as suas perdas, mas olhem que ele estava a gozar convosco: se a responsabilidade é do mau tempo, então o estado vai assumir a sua responsabilidade que é zero, ou seja, não vão receber nadinha.

Ou será que por ter lá os beatos do PP este tipo pensa que a chuva também é produto da sua brilhante interferência junto do deus das águas pluviais?

Então depois disto eu não hei-de querer uma puta como primeiro ministro?

Pela vossa rica saúde votem nas putas, deixem lá essa merda do voto em branco.

EM NOME DA ÉTICA QUERO SER GOVERNADO POR PUTAS.
publicado por bartsky às 16:09
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 18 de Abril de 2004 às 12:37
Eu gosto de putas, desde que sejam boas... Gostei.analfabeto
(http://analfabetosexual.blogs.sapo.pt)
(mailto:pp@sapo.pt)


De Anónimo a 18 de Abril de 2004 às 12:34
Sabes bem que o nosso governo só tem um primeiro ministro e que se dá pelo nome de Paulo Portas.Eu ainda acho que ele foi adoptado...com toda a família de esquerda aparece-me um cromo de extrema direita... se vires bem e lhe puseres um pequeno bigode ele parece um hitler...
O nosso(?) ministro do ataque sente-se bem a defender-se dos ataques do Mário Soares, é aí que ele treina a sua postura militar que nunca teve, pois nem na recruta andou... Só nos falta ter uma ministra das finanças que nada perceba de finanças...ou será que já temos? ou então um ministro da educação que nem sequer saiba ler, isto parece-me familiar...
É po que estamosRMMC
</a>
(mailto:ricardo_m_caldas@sapo.pt)


Comentar post