Quarta-feira, 5 de Maio de 2004

Incoerência futebolística

Repito, não percebo nada de futebol.
Mas não sou surdo.
E até sei lêr, devagarinho, é certo, mas até entendo o que está escrito.
Vem isto a propósito da vitória do Futebol Clube do Porto ontem.
Várias perguntas me assaltam a mente, provocando uma insónia de proporções bíblicas.

1ª pergunta - Como é que um clube que vive dos favores dos árbitros portugueses consegue ganhar ao Coruña, de uma forma tão limpinha?

2ª pergunta - Sendo, como se sabe, o Pinto da Costa um reconhecido mafioso, porque é que ainda não está preso?

3ª pergunta - Com aquela arrogância que tanto irrita os portugueses não portistas, o Mourinho está mesmo a ser cobiçado por grandes clubes europeus? Será que os tipos são masoquistas?

4ª pergunta - Porque é que os jogadores quando entram para o FCP começam todos a jogar bem?

5ª pergunta - Porque é que nos jogos internacionais do FCP os portugueses torcem pela equipa estrangeira e os espanhóis pela deles?

Ou será que é tudo um problema de dor de corno nacional, daquela velha história de a lua não conseguir compreender o brilho do sol?

Ou será que a mediocridade amadora maioritária dos portugueses não consegue suportar o sucesso de alguns?

Enquanto uns falam de futebol, outros jogam futebol...

Enquanto uns buscam desculpas para não fazer, outros perseguem e praticam a eficácia.

E se isto é verdade no futebol, é igualmente verdade na governação.
Quando este governo entrou, viu-se logo que não ia conseguir resolver qualquer problema. Isto porque, a primeira coisa que fez foi dizer que a culpa ( de tudo ) era do governo anterior. Antes que lhes pedissem satisfações já estavam a dizer que não faziam por culpa própria, mas sim por culpa dos anteriores.

E neste tempo todo de governação laranja, tirando umas quantas filhadaputices que têm feito cá ao pessoal, não se vislumbra qualquer contribuição positiva que nos permita ficar convencidos de que votar neles é melhor do que votar noutro qualquer.

É certo que sempre têm o grande argumento de que os outros são muito maus, mas não explicam porquê, nem dizem porque é que são melhores. Apenas se desculpam com a pesada herança socialista.

Como não conseguem fazer melhor - aliás, só fazem merda - vão denegrindo os outros.

E digam lá se isto não faz lembrar o futebol?

Sabem que mais? Ponham o Pinto da Costa como presidente da república e o Mourinho como primeiro ministro. São arrogantes, irritantes e antipáticos? Se calhar são, mas fazem e têm sucesso.
Enquanto que estes merdosos demagogos tentam ser simpáticos - sem o conseguirem - mas não valem uma merda.

Digam lá se não preferiam ter um governo de irritantes e arrogantes e terem os ordenados dos alemães, os combustíveis com preços espanhóis e uma população profissionalmente tão preparada como a da Irlanda?

Um governo que nos permitisse ganhar o campeonato europeu do desenvolvimento humano e económico era bem melhor do que um governo de inúteis amáveis mas ineficazes e plebeus mentais.
publicado por bartsky às 16:42
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Novidades

. ...

. Actualização

. Ser português

. ...

. Este blog já não mora aqu...

. Aniversário

. Bom fim de semana

. Sempre

. Este blog já não mora aqu...

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds