Quinta-feira, 23 de Setembro de 2004

Uma no cravo, duas na ferradura

556536-medium.jpg



NO CRAVO
Santana Lopes disse ontem, discursando na Assembleia das Nações Unidas, que o Iraque não é a sede do terrorismo internacional, deixando implícito que a questão do Iraque nada tem a ver com combate ao terrorismo ou a segurança do ocidente.
É certo que sempre foi dizendo que podiam contar com a gente para ombrear com os mordafocas, onde for preciso.
Nem que, para tanto, tenhamos de andar na penúria devido ao investimento desproporcionado no sector da defesa, digo eu.
Mas que Santana marcou a diferença relativamente aos chefes de governo portugueses, sempre muito prontos a abanarem a cauda de cachorritos ao dono americano, lá isso marcou, e deu uma no cravo, contrariando o discurso de Bush no dia anterior e no mesmo local.
NA FERRADURA
Condecorar Carlucci é um acto ignóbil, que só pode ser entendido como um reforço do sinal de alinhamento à direita - já se cá sabia - do primeiro ministro.
Carlucci defensor dos direitos humanos e da democracia? Onde é que ele estava, e o estado americano que representava, enquanto existiu ditadura em Portugal?
Não consta, nos arquivos, que alguma vez tenha ameaçado avançar com os marines antes de 1974. Ou era uma ditadura, como tantas outras, oportuna?
NA FERRADURA, ATÉ A PARTIR
Paulo Portas disse, em entrevista a uma das televisões, que os investimentos nas forças armadas eram, em parte, justificados pela necessidade de criar condições atraentes para os jovens aderirem ao serviço militar, agora que tinha deixado de ser obrigatório. Que os jovens não iriam aderir com «veículos com quarenta anos e quartéis degradados», sic!!!
Ai coitadinhos, tão queridos e tão esquisitos...
E porque não oferecer um BMW a cada um, mais um livre trânsito para a night, cuecas de seda e uniformes by Armani?
Já agora, um serviço de "visitadoras". O Vargas LLosa até já tem a estrutura no «Pantaleão e as visitadoras», é só consultar.
Oh Paulinho, o menino já compulsou os números do desemprego de jovens em Portugal?

publicado por bartsky às 08:28
link do post | comentar | favorito
6 comentários:
De Anónimo a 25 de Setembro de 2004 às 08:39
bom dia ,
gostaria de dizer que , 1º , apesar de não gostar que se gaste dinheiro ao desbarato, sou da opinião que se deve investir correctamente na remodelação das forças armadas, não só ao nivel das instalações e material , mas acima de tudo ao nivel humano, pois andam ao serviço do país ( ou melhor , ao seu próprio serviço ) muitos " comilões " do nosso dinheiro e que já deveriam estar na " cova " á muitos anos.
2º , devem dar condições a quem quer ser militar sim senhor , mas permitir que se possa fazer da vida militar uma profissão digna e não um part-time que só serve para alguns se auto-promoverem na sociedade e em determinados meis sociais... carlos pires
</a>
(mailto:carlosmamasume@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Setembro de 2004 às 16:29
Este Paulinho sai-se cá com cada uma... Daqui a uns dias está a pedir fundos para ir ao Boticário e a Loja dos Perfumes comprar umas pétalas de Rosa e uma loção Dolce&Gabana para os meninos nao irem para a guerra a cheirar-mal... Deus é pai de cada um...Baixinho
</a>
(mailto:tiago_alexis@hotmail.com)


De Anónimo a 24 de Setembro de 2004 às 13:00
)OLhaaa consegui!) Então...Vinha dizer que tantos no "cravo e na ferradura", me faz lembrar qualquer coisa...Cravos...Revolução do 25 de Abril...Por isso ESTES energúmenos não podem andar por aí a "dar o que não sabem de certeza o que significa"!Agora "ferraduras" ai isso podem dar e vender...sabem bem os sapatos que usam!Nia
(http://nia7.blogs.sapo.pt)
(mailto:natefe@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Setembro de 2004 às 12:52
(1..2..3...experiência!) Socorroooo não consigo comentar aqui!!!!Será que a censura do Governóide já aqui chegou?Nah..que tu não deixavas, pois não?Então???Nia
(http://nia7.blogs.sapo.pt)
(mailto:natefe@sapo.pt)


De Anónimo a 24 de Setembro de 2004 às 01:33
Bom, é vê-los ir para a guerra todos aprumadinhos, matar o inimigo com categoria... Por este andar ainda fazem uma greve da guerra...pleot
(http://nathum.blogs.sapo.pt)
(mailto:pauloleote@hotmail.com)


De Anónimo a 23 de Setembro de 2004 às 14:51
O POrtas entende tanto de Defesa com o Nobre Guedes de Ambiente Ou a Maria Seabra de Educação, por isso é que este país é a merda que é. Forças armadas comcondições sim mas dimensionadas à escala desta terra e não para sservirem interesses partidários e lobies castrenses salazarentos que ainda mexem.
um abraço
Barão da Tróia Barão da Tróia
(http://baraodatroia.blogs.sapo.pt)
(mailto:baraodatroia@sapo.pt)


Comentar post