Domingo, 26 de Setembro de 2004

TRAFULHAS

Os leitores mais sensíveis que me desculpem, mas isto só vai com linguagem de pedreiro.


A OCDE, acaba de divulgar os dados relativos a produtividade, colocando Portugal em 7º, num conjunto de 18 países, à frente das atrasadas Alemanha e França.
Então e estes grandes cabrões, trafulhas e aldrabões andam para aqui a injectar o pessoal com a falta de produtividade dos portugueses e que é preciso aumentá-la, etc. Eu até gostava que estivessemos em primeiro lugar mas, pelos vistos, o nosso problema não é a falta de produtividade dos trabalhadores.
A falta de produtividade são vocês que a geram, seus ranhosos, ao despedirem cinco mulheres da limpeza a ganharem o salário mínimo, para admitirem três gestores a ganharem cinco mil euros por mês: é esta a estratégia de rentabilização e optimização de recursos do Psd/Pp.
O que vocês querem também eu sei, seus merdosos, querem aumentar os horários de trabalho e banalizar os despedimentos colectivos, em nome de uma falta de produtividade que, afinal, não existe, mas que vai permitir encher os bolsos daqueles que não pagam impostos, têm os filhos nas universidades com bolsas de estudo e se estão a preparar para acederem aos cuidados de saúde gratuitamente, à custa dos meus impostos e de todos aqueles que descontam mensalmente sem sequer lhe verem a côr.
Ponham os olhos na fome que se está a passar no Vale do Ave, seus falsos cristãos, que falam em nome da religião e dos valores só para se servirem deles.
Vocês estão a soldo de quem?
Ainda por cima fazem-nos passar por um bando de calaceiros, ronceiros, etc.
Olhem, seus cabrões, entretenham-se a extinguir os serviços públicos duplicados e triplicados que foram engordando pela necessidade de albergar todos os incapazes e indigentes mentais com filiação partidária ou parentesco político, e vão ver se os sessenta por cento que estão a mamar dos impostos de cada um de nós não chegam a números razoáveis.
E aparecem na televisão com um discurso muito intimista, muito do tipo confidente amigo, estilo conversa familiar depois do jantar: metem tanta vaselina no discurso, que o pessoal nem dá conta que nos estão a sodomizar.
Sabem que mais?
Vão para a mãezinha que vos pariu que, coitadita, só não abortou com medo de ser presa.

publicado por bartsky às 14:23
link do post | favorito
De Anónimo a 27 de Setembro de 2004 às 11:34
Concordo contigo em absoluto, alias há já muito tempo que discuto essa peta da produtividade. Só mais uma coisa, esses Bagões e Santanas, e Ferros e Barrosos e Portas deviãm ser enviados para as desertas , grandes camelos filhos de puta.
um abraçoBarão da Tróia
(http://baraodatroia.blogs.sapo.pt)
(mailto:barodatroia@sapo.pt)


Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Novidades

. ...

. Actualização

. Ser português

. ...

. Este blog já não mora aqu...

. Aniversário

. Bom fim de semana

. Sempre

. Este blog já não mora aqu...

.arquivos

. Março 2006

. Janeiro 2006

. Novembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

blogs SAPO

.subscrever feeds